Home / SEGURANÇA DO TRABALHO / Cinco passos para uma boa avaliação de riscos

Cinco passos para uma boa avaliação de riscos

Faça uma boa avaliação de riscos com essas dicas
Existem muitas maneiras de se fazer uma avaliação de risco com métodos muito eficientes. No entanto, este é o método mais simples para a maioria das organizações.
Em breve publicarei um texto para cada um dos cinco itens abaixo.

Como avaliar os riscos em seu local de trabalho

Siga os cinco passos abaixo:
Identificar os perigos e riscos;
Levantar quem e como pode ser afetado pelo risco;
Avaliar os riscos e definir ações para seu controle;
Registrar as ações e implementá-las;
Rever a avaliação e atualizar, se necessário.
Cuidado para não engessar o processo! Na maioria das vezes, os riscos já são conhecidos e as medidas de controle necessárias são fáceis de aplicar. Você provavelmente já sabe, se, por exemplo, você tem funcionários que movem cargas pesadas e por isso poderia prejudicar suas costas, ou onde as pessoas têm mais probabilidade de escorregar ou tropeçar. Se assim for, verifique se você tomou as devidas precauções para evitar lesões.

Se for uma empresa pequena e você tiver pleno conhecimento do processo, você mesmo pode fazer a avaliação.
Utilize nosso modelo de Avaliação de Risco para ajudar você a começar e economizar tempo. Se já tem uma política de saúde e segurança, pode optar por simplesmente completar a parte de avaliação do risco no modelo.

Quando se trabalha em uma organização maior, é sempre bom pedir a um conselheiro de saúde e segurança para ajudá-lo. Se você não está confiante, procure ajuda de alguém que é competente. Em todos os casos, você deve se certificar de que envolve sua equipe ou seus representantes no processo. Eles terão informações úteis sobre como o trabalho é feito, que vai fazer a sua avaliação do risco mais completa e eficaz. Mas lembre-se, você é responsável por assegurar que a avaliação é realizada corretamente
Ao pensar sobre a sua avaliação de risco, lembre-se:
um risco é qualquer coisa que possa causar danos, tais como produtos químicos, energia elétrica, trabalhando a partir de escadas, uma gaveta aberta, etc, e
o risco é a possibilidade, alto ou baixo, de que alguém possa ser prejudicado por perigos que essas e outras, juntamente com uma indicação de quão sério é o dano poderia ser.

Fonte: Tem segurança

About admin

Outras Notícias

Pesquisa mostra a ‘cara real’ dos riscos de trabalho dos metroviários de São Paulo

O ambiente do metrô apresenta circunstâncias traumáticas e conflituosas aos trabalhadores Líderes do sindicato dos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *